AUTORIZADO!      
Com Câmara lotada, discussões no legislativo e no youtube, é aprovado projeto de lei de 3,2 milhões para casas da CDHU
Após passar duas vezes pelo Legislativo, foi aprovado por 5 a 3,
o Projeto de Lei do Crédito adicional para obras da CDHU

     

Foto: Folha Regional
     
 
  Assine a Folha Regional
 
Após passar duas vezes pela Câmara, foi aprovado por 5 a 3 o Projeto
de Lei que autoriza o Crédito adicional para as obras da CDHU



     
*Da Redação      
       
Após várias sessões, que geraram grande debate entre vereadores, a Câmara Municipal aprovou o Projeto de Lei que autoriza abertura de Crédito Adicional suplementar, no valor de R$ 3.210,433,22, para atendimento das despesas que serão suportadas pelas seguintes dotações orçamentárias: Urbanismo e infra-estrutura urbana, gestão e ação de urbanismo e serviços municipais, construção do Conjunto Habitacional, obras e instalações. Os recursos para cobertura das despesas ocorreram através da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano).
Em 2013, esse contrato foi assinado pela prefeita Maria Ivanete Hernandes Vetorasso e obra foi iniciada somente em 2016.
Durante a sessão foi explicado na tribuna sobre o recurso que é repassado para o CDHU, que vem para o município para realizar os pagamentos, o Convênio de 18 milhões de reais foi votado em 2014, na Câmara. A empresa que ganhou a licitação, segundo informações trazidas até a Casa de Leis, está sendo investigada, a Paviter que ficou encarregada de construir as 199 casas.
Foram vários os questionamentos sobre o Crédito Adicional de 3,2 milhões, que ultrapassou os 18 milhões, a afirmação foi de que para a solução deste problema seria apenas o Executivo assinar um decreto remanejando o valor, que é dotação orçamentária e não poderia ser por Lei.
Com a Casa do Legislativo cheia e muitos internautas acompanhando a sessão, após passar duas vezes pela Câmara, foi aprovado por 5 a 3 o Projeto de Lei que autoriza o Crédito adicional.



PONTOS DE VENDAS - CLIQUE AQUI!